Arquivo | Cibercultura RSS for this section

O Game do Google Maps e Lego – Build with Chrome

Para quem já curte os brinquedos Lego e para quem gosta de jogos de montar, vai adorar este Aplicativo! O Build with Chrome é um jogo online desenvolvido em parceria com a empresa de brinquedos Lego e o Google Maps, disponibilizado no Chome Web Store. Leia Mais…

Me conte qual foi o seu avatar nas redes sociais!

Imagem

Rede Social é sinônimo de febre.O impacto da publicidade nas redes é tão importante quanto na vida real, pelo fato do público estar bem direcionado à internet. Com avatares em todos os lugares, as empresas estão investindo em ideias para divulgar seus produtos. Um ambiente virtual que estourou no mundo da internet foi o second life, que é um tridimensional que simula em alguns aspectos a vida real e social das pessoas. Várias empresas já participam do Second Life com o intuito de divulgar seus produtos e serviços. Colocando estandes para que as pessoas vistam seus avatares de acordo com determinada marca, além de fazer uma pesquisa de mercado pelas salas que existem. As redes sociais tem muitas ferramentas que nós publicitários podemos aproveitar, procurando estar sempre atentos aos SPAMS que acabam sendo uma forma de afastar os clientes.

Se soubermos abusar da criatividade podemos discutir vários assuntos em muitos tipos de mídia.

Dando como exemplo o Second Life, lá fui um avatar linda e absoluta hahahahha, onde sabia falar pouco de inglês e mesmo assim pude discutir sobre namoro, moda e cinema. Me achei FODA! kkkkkk. Fui o que queria ser sem ser julgada. Quem nunca entrou em uma sala de bate papo e criou o seu avatar para conquistar as pessoas? Kkkk!!! A maioria já fez isso que eu sei. Me conte qual foi o seu avatar… vou adorar saber se foi a loira peituda ou o moreno alto bonito e sensual. Hahahaha!!!

Um beijo seus lindos!

Priscila Pereira  – 5º Período de Publicidade e Propaganda

Facebook: https://www.facebook.com/priscila.pereira.31105

Redes Sociais e Publicidade

Redes sociais.

Olá a todos! Bom…. para falar um pouco dessas identidades que as pessoas assumem na internet através das redes sociais eu optei por criar uma pagina do Facebook. Nela eu assumi um “personagem” que é um criativo, onde “ele” conta sobre o seu cotidiano. Procurei não assumir uma área específica da criação para não excluir usuários ou não deixá-los desconectos do conteúdo. Eu busquei levar um pouco do meu dia-a-dia para esta página, pois, eu mesma sentia necessidades de compartilhar esses momentos, mas alguns deles não eram legais para eu postar com meu perfil, sabe… vocês me entendem…. Poderia me comprometer profissionalmente.

Então, com essa iniciativa eu criei a pagina TIPO ISSO. Publiquei no primeiro grupo grande que eu tinha e não demorou muito as pessoas desse grupo começaram a curtir a pagina. Até ai tudo bem…. continuei postando mais conteúdo e….. deixa eu fazer as contas (o calculo é bem complexo), RESULTADO: 4 pessoas diferentes curtiram  4 posts meus! Uau!!!! : o kkkkkkkk. Cheguei a seguinte conclusão, é mais difícil fazer fama na internet do que eu imaginava.

Agora, tirando a brincadeira de lado, eu percebi com algumas pesquisas que as pessoas gostam muito de ver situações do cotidiano delas sendo retratadas por personagens fictícios. Além disso, no facebook especificamente, elas gostam de ver imagens ao invés de textos somente. Talvez este fosse um ponto fraco na minha página, eu não tinha tempo de montar imagens para postar (eu não queria copiar conteúdo) e é exatamente ai que percebi que eu poderia ter escolhido a ferramenta errada, um twitter talvez seria melhor. Esta é uma situação que nós publicitários temos que olhar muito… qual ferramenta é melhor para a minha proposta? Quais usuários eu quero atingir? Eu quero ser um viral ou simplesmente transmitir informação e conteúdo?

Atualmente estava ouvindo o BrainCast da B9 e eles discutiam sobre a Gina Indelicada e o pôquer dela ter feito tanto sucesso sendo que o criador copiava o conteúdo de outras paginas na internet? Bom… a maioria acha que levar o nome de uma marca gerou mais curiosidade no público, outros acham que o rosto da Gina contradizendo com as falas dela é que despertou interesse, outros acham que é o fato da personagem responder usando o bate-papo… enfim… eu acredito que é uma soma de tudo e que as vezes temos a leve impressão de que um viral é fácil de se criar porque… não vimos o outro volume de tentativas que os criadores tiveram antes de obter o resultado do sucesso.

Sem dúvida, essas ferramentas como mídias sociais são grandes potenciais para alavancar a fama e reforçar a marca de uma empresa, mesmo ela sendo a favor ou não da própria marca como no exemplo da Nokia com seu viral. Em minha opinião, mesmo causando críticas e revoltas de alguns clientes, saiu com o objetivo cumprido. Falem bem ou falem mal, mas falem de mim!

Abraços!

eu

Quézia Aguiar – Publicidade e Propaganda / 5º período
Facebook: http://www.facebook.com/queziaguiar
Twitter: @QueziaWeb
INFOCONTROL CURSOS

Informática e Administração

Studio Lotus Trends

Cool Hunting & Fashion Business

R2 CREATIVE

Criação de Apresentações Profissionais e Acadêmicas

Eric E Photo

Nature Inspired: Thoughts & Images

PicturedbyDesign | New York Fashion and Architecture

New York fashion and places. Updated daily.

T. Mayer, Illustrations

Off The Wall: Artwork And Sketches

Já viu esse?

“A Felicidade só é verdadeira quando compartilhada” Christopher McCandless - Na Natureza Selvagem

Eterno Retorno

A redescoberta de cada dia

Blog do Márcio

Just another WordPress.com weblog

Designing for Humans

Um blog sobre usabilidade, experiência do usuário, design centrado no usuário, design emocional e derivados.

Lomografados

Some crazy pictures of crazy people

Branding Online

Blog sobre Branding by Beto Lima

De Olho na Lua

Até onde o horóscopo funciona? Leia! Reflita! Observe! Descubra!

BLOCO B CRIATIVO

Gerando inspiração para o seu dia!

Mistura Perfeita

A mistura perfeita do que acontece no mundo da publicidade, dos games e da tecnologia você encontra aqui.

studio roulette

um estúdio atento às tendências